Ritos Tibetanos
Fonte: Profª Silvia Lopes Barbosa

Diz a lenda que um velhinho, antigo militar do exército britânico, percorreu a Índia quando jovem e através de habitantes locais, soube de uma tal fonte da juventude.

Passado os anos, assim como todos ele também envelheceu, mas nunca esqueceu-se da FONTE DA JUVENTUDE. Já velho e cansaço, mas ainda com esperanças, ele foi em busca da fonte e voltou a Índia para encontrá-la. A localização exata, ninguém sabia, mas com muito esforço e com muita procura, ele chegou ao mosteiro que guardava o segredo.

Passou uma grande temporada lá com os monges tibetanos e lá alimentou-se muito bem, dormiu muito bem, aprendeu princípios tibetanos e também é claro, praticou os RITOS.

Após um longo tempo sem se olhar no espelho, ele descobriu uma ampla sala dentro do mosteiro e lá do outro lado, havia um grande espelho. Ao ver sua imagem refletida, ele mal acreditou, aparentava ser muito mais jovem do era realmente.

Os ritos trabalham com a energia dos chakras e nos ajudam a manter nossa saúde física, mental e espiritual.

Faça como nossa velhinho, pratique !No livro “Fonte da Juventude” o autor Peter Kelder relata uma série de ritos feitos no Tibete para melhorar a qualidade de vida e torná-la mais longa. Popularmente, essa sequência de exercícios ficou conhecida como Ritos Tibetanos.

Os 5 ritos devem ser feitos diariamente. Iniciando com a repetição de cada rito por 3 vezes e a cada semana pode-se aumentar uma repetição a mais, até totalizar 21 repetições por rito.

1º Rito

Girar no sentido horário.

2º Rito

Deitado de barriga para cima.

Elevar a cabeça e as pernas enquanto inspira.

Ao exalar, abaixar simultaneamente cabeça e pernas.

3º Rito

De joelhos, com os dedos dos pés revirados e braços ao longo do corpo.

Ao inspirar, elevar a cabeça e deslizar as mãos na parte posterior das coxas.

Ao exalar, incline a cabeça para frente.

4ª Rito

Sentado, com as mãos apontando para os pés, colocadas um pouco para trás da linha do quadril, exalar.

Reter a respiração ao inclinar a cabeça para trás.

Ao inspirar, elevar o quadril, flexionando os joelhos (como se fosse uma mesa).

Ao expirar, voltar a sentar e inclinar a cabeça para frente.

5ª Rito

Deitado de barriga para baixo. Iniciar colocando as palmas no chão logo abaixo das axilas.

Inspirando, esticar o braço, elevando o tronco e a cabeça (como se fosse uma cobra pronta para dar o bote).

Ao exalar, elevar o quadril e apontar a cabeça para chão.

Boa prática!

Add Comment